Nem sempre a criatividade vem como um sopro de inspiração. É aquele dia que você passa horas e horas na frente do computador, ou olhando para o horizonte, sem qualquer ideia criativa que te ajude. E aí bate o desespero. Sim, sabemos como é, porque todo mundo já passou por isso. E não adianta ficar se culpando, porque só vai te deixar ainda mais pressionado.

O pulo (criativo) do gato

Para ajudar nessa empreitada - que pode acontecer mais vezes do que gostaríamos - a designer Ayse Birsel propõe o seguinte: reorganize objetos. A designer pegou emprestada essa ideia do ilustrador Keri Smith e ela funciona da seguinte maneira: você precisa de uma mesa de trabalho e de alguns itens espalhados por ela. Coisas simples e que você realmente utiliza no dia a dia como calendários, porta-canetas, enfeites, post-its, um vaso de flores. Enfim, o que mais você geralmente coloca na sua mesa.

Para começar, pegue sete itens desses espalhados pela mesa e faça algo com eles, sugere Ayse. "Você pode fazer uma escultura, um quadro, uma ferramenta, uma nova composição - o que vier à mente", comenta ela, em entrevista à Fast Company. A ideia, continua a designer, é que você escolha itens aleatórios, que não necessariamente combinariam entre si se você tivesse de usá-los em alguma situação no cotidiano. Varie na escolha: opte por materiais pequenos, grandes, de diferentes formatos. Quanto mais variado, melhor.

E outra coisa importante: “não pense, apenas faça”, recomenda a artista. Depois você junta tudo em algo diferente, mas sem gastar mais do que 10 minutos para desenvolver esse novo objeto. Faça isso uma vez por dia, todos os dias, sugere Ayse.

Faça diferentes misturas e combinações com os mesmos sete objetos a cada dia por uma semana, e depois troque os objetos na semana seguinte - e na semana seguinte, e na outra semana

Poste nas suas redes sociais suas criações, se desejar. A ideia é inspirar você e quem estiver ao seu redor. E, claro, se divertir e usar a imaginação. É mais ou menos como quando você era pequeno, que olhava para o céu em busca de formatos de animais para as nuvens, sabe? A ideia é ver os objetos além do que eles são e pensar de maneira diferente.

mesa trabalho

Aquecendo a criatividade

Ayse acredita que esse exercício funciona porque é uma forma de colocar o cérebro para trabalhar antes de colocar a mão na massa de verdade, como se fosse um pré-aquecimento da mente - mas sem toda aquela pressão e sem julgamentos. A imaginação pura e simples. E, para ela, desenvolver esse “espírito brincalhão” é uma maneira de quebrar a rotina e se exercitar fora da caixa.

"Quando você está em um modo brincalhão, você tem menos medo de cometer erros e você julga menos, o que é realmente fundamental para qualquer trabalho criativo. Essa pequena voz na sua cabeça que diz: ‘Bom, isso é uma péssima ideia’ é o pior entrave para a criatividade", afirma Ayse.

E quanto mais coisas aleatórias você tiver na sua mesa, melhor. Assim, você não precisa se preocupar em estar “estragando” algum objeto - o que pode também ser um impeditivo para a sua criatividade rolar solta.

Teste esse hack e depois conte-nos se funcionou, que tal?