Apesar de não vermos uma evolução tão rápida no mercado de drones aqui no Brasil, nos Estados Unidos e na Europa os aparelhos têm ganhado muito espaço entre consumidores dos mais diversos perfis — desde os mais jovens que querem um hobby até os profissionais que buscam produzir conteúdos de qualidade ou vigiar grandes áreas.

O problema disso é que muitos drones estariam atrapalhando as rotas de aviões comerciais e causando alguns sustos para pilotos e passageiros. Pensando em resolver essa situação, um consórcio de 850 aeroportos norte-americanos anunciou uma parceria inédita. Trata-se da startup AirMap, que fará uso do "Digital Notice and Awareness System" para garantir a segurança de todos.

Em uma parceria com fabricantes de drones (incluindi DJI e Yuneec), esse sistema torna possível fazer com que os donos de drones enviem notificações aos aeroportos próximos. Isso serve para relatar a presença de um equipamento sobrevoando áreas que possam ser consideradas rotas para aeronaves — principalmente no que diz respeito às rotas de baixa altitude.

Imagem do AirMap

Isso exige apenas a utilização de um app para smartphones — geralmente o mesmo que conecta o dispostivo ao drone. Além de ser usado por usuários comuns, o AirMap ainda espera garantir que grandes empresas firmem parceria com a startup — incluindo Amazon e Google, que devem ampliar seus sistemas de entregas autônomas em um futuro próximo. Será que pilotos vão colaborar para a integração do sistema?

Você acha que drones ameaçam a segurança no espaço aéreo? Comente no Fórum do TecMundo