Computadores capazes de aprender a executar tarefas sem que elas tenham sido necessariamente programadas por humanos. Parece roteiro de ficção científica, mas isso já é uma realidade e se chama "machine learning". E existem empresas que já estão levando essa tecnologia a um outro nível, mesmo que a coisa toda ainda esteja dando os seus primeiros passos.

Sub-campo da ciência da computação, o machine learning permite aos computadores aprender novas habilidades a partir de uma programação inicial, mas a tecnologia se difere da inteligência artificial pelo fato de que as IAs, que dão um passo além, são capazes não somente de realizar um raciocínio indutivo, como também deduzir informações e tomar decisões com base nelas. 

Um número cada vez maior de companhias vem adotando o machine learning no desenvolvimento ou aprimoramento de produtos e serviços, contando com essa tecnologia de ponta para processar informações de forma que nenhum humano seria capaz de fazer. E algumas delas já se destacam no mercado. Descubra!

ChattyPeople

A internet e as redes sociais transformaram o atendimento ao cliente, que agora conta com a rede como mais um canal de comunicação. No entanto, muitas empresas ainda falham na agilidade desse tipo de atendimento, e o ChattyPeople surgiu justamente para facilitar esse contato.

O bot responde mensagens que chegam via Facebook Messenger ou por comentários em suas páginas, aliviando a carga de trabalho dos atendentes. Além disso, com a ferramenta também é possível enviar promoções e integrar à conversa sistemas de pagamento online, como o PayPal.

Skycatch

 

Pioneiro no machine learning, o Skycatch recolhe dados em grande escala para que empresas de mineração, energia solar, agricultura e construção reescrevam seus modelos de negócios. O serviço conta com drones autônomos, tecnologias e imagens aéreas e ferramentas proprietárias para que as empresas reduzam custos operacionais e melhorem a segurança nos locais de trabalho.

Botworx

A proposta do Botworx é parecida com a do ChattyPeople, mas leva a possibilidade de conversar com os clientes sem o intermédio de um ser humano a praticamente todas as ferramentas de mensagens instantânea disponíveis. A ideia é que o cliente sinta que está conversando com uma pessoa real.

POC Medical Systems

Imagine poder se "auto scanear" para identificar problemas de saúde em estágio inicial, como cânceres e problemas cardiovasculares. Pois é para isso que a POC Medical Systems trabalha contando com o machine learning para desenvolver essa tecnologia a um custo relativamente baixo.

Descartes Labs 

Aqui, o machine learning é aplicado em conjunto com imagens de satélites para ajudar agricultores a prever o rendimento de suas colheitas. O Descartes Labs pretende reduzir e, quem sabe, evitar a escassez nas produções, ajudando não somente indústrias do agronegócio, como também empresas de seguros, finanças e agências governamentais.

Flint

O Flint é uma ferramenta que visa automatizar tarefas como lembretes de pagamentos, oferta de cupons de desconto e qualquer informação referente ao faturamento da empresa. O machine learning também é empregado na segurança das transações, ajudando os usuários a detectar qualquer transação suspeita ou descobrir padrões duvidosos nos pagamentos realizados.

TrademarkVision

Criar um logotipo para sua empresa não é das tarefas mais fáceis, e designers costumam sofrer na hora de pesquisar se aquela imagem viola algum tipo de marca registrada. Com o TrademarkVision essa tarefa fica, literalmente, na ponta dos dedos.

O machine learning é utilizado no sistema de reconhecimento de imagens para fazer essa análise de maneira mais rápida e eficiente.

Fanuc

Contando com algoritmos inteligentes, a Fanuc desenvolve robôs para indústrias capazes de aprender novas habilidades durante o trabalho. Equipados com inteligência artificial, esses robôs completam novas tarefas com 90% de precisão.