A tecnologia está aí para ser o braço direito das empresas na busca por mais produtividade e eficiência. No entanto, é justamente nos setores de TI que muitas companhias deixam a desejar, não dando o devido valor para investimentos em hardware e software. E essa negligência muitas vezes acaba acontecendo por motivos financeiros, sendo que, em boa parte dos casos, investir em tecnologia é justamente o que permitirá às empresas economizar recursos no futuro.

Ignorar as demandas dos departamentos de TI na tentativa de cortar custos fatalmente gerará problemas ao bom andamento dos trabalhos, bem como despesas maiores quando a empresa se encontrar utilizando equipamentos e programas que já não atendem mais às suas necessidades. Confira quais são os cinco maiores problemas de TI enfrentados pelas empresas:

Contar com hardwares e softwares desatualizados

Uma pesquisa recente mostrou que metade das empresas do mundo ainda utiliza o Windows XP em pelo menos uma máquina de suas redes. Essa informação não seria tão assustadora se o ano não fosse 2017, e o sistema operacional da Microsoft não tivesse sido lançado em 2001, tendo seu suporte encerrado em 2014. Isso significa que o sistema já não recebe mais atualizações de segurança importantes, colocando a empresa em risco.

Na tentativa de economizar dinheiro, muitas empresas também optam por utilizar hardware antigo ou de qualidade duvidosa, mas essa economia muitas vezes acaba caindo para os lados da “economia burra”, já que a manutenção de equipamentos obsoletos acaba sendo mais cara e trabalhosa do que dar aquele upgrade na rede.

Não dar importância ao backup

Na correria do dia a dia das empresas, muitas delas acabam não dando a devida importância à prática de manter os backups sempre atualizados. Outro fator que colabora para com o problema também é a questão financeira, já que é preciso investir em hardware ou na assinatura de serviços em nuvem para que os dados estejam sempre sãos e salvos.

Mas um backup periódico é essencial para a sobrevivência das corporações que, quando enfrentam algum problema técnico em suas máquinas, podem perder tudo de um dia para o outro.

Negligenciar a segurança

Em um mundo cada vez mais digital, não é incomum sabermos de casos envolvendo ataques de hackers a sistemas corporativos. O roubo de dados pode valer um bom dinheiro, isso sem falar na espionagem empresarial. Contudo, a segurança virtual ainda é um tanto negligenciada por aí.

Uma brecha na segurança pode resultar, ainda, na exposição de dados de clientes, funcionários e fornecedores, sendo um risco a todos os envolvidos naquele negócio.

Aceitar uma conexão de baixa velocidade

Nos dias de hoje, boa parte (senão a maioria) do trabalho feito por uma companhia depende, de alguma forma, da internet. Por isso, não é lá muito lógico se contentar com conexões de baixa velocidade - mas essa é a realidade de muitas empresas. Além disso, uma conexão instável prejudica a produtividade geral, afetando todas as áreas da empresa.

Não contratar bons profissionais de TI

Empresas pequenas acabam contando com assistência técnica externa quando precisam fazer upgrades, manutenções e instalar novos equipamentos. Isso pode funcionar quando a empresa não tem uma estrutura de tecnologia tão grande, mas, no caso de companhias maiores, um bom departamento de TI é algo indispensável.

E quem nunca trabalhou em um local onde o técnico de TI era uma espécie de “faz tudo” dentro da empresa? É preciso ter em mente que o especialista em tecnologia precisa ser qualificado para cumprir sua função, mas, também, não pode ser sobrecarregado com tarefas não condizentes com o seu propósito - que é garantir o bom funcionamento da rede e dos sistemas utilizados pela companhia.