Embalado pelo sucesso de séries televisivas, principalmente Game of Thrones, o Spark Awards deste ano aconteceu ontem (04) na Fecomércio, em São Paulo. Foram 12 categorias que premiaram as melhores startups brasileiras no evento que chega com parceria entre Microsoft e ABStartups — as companhias realizam o Spark Awards desde 2013.

A premiação fechou o dia da CASE (Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo), que contou com a presença de Silvia Valadares, community manager da Microsoft e coordenadora do BizSpark, como parte da banca julgadora. "Esse prêmio foi criado para mostrar o que as pessoas estão fazendo de bacana nesse ecossistema a cada ano. Quem está fazendo algo interessante como aceleradora, investidor anjo, mentor de startups... São os destaques do ano", disse.

São três etapas para definir as startups vencedoras, de acordo com Valadares: na primeira, acontece o voto público via internet. A escolha é livre dentro de 12 categorias. "Depois realizamos uma curadoria para checar se esses indicados realmente tiveram um trabalho relevante no ano", comenta a executiva. Por último, as três startups mais votadas são selecionadas e o Spark Awards realiza uma segunda votação pública.

Vale a pena começar a minha startup?

Se você está com uma ideia na cabeça e quer saber mais sobre startups e mercado, acompanhe a nossa área voltada ao assunto, o TecMundo Pro. E, falando em mercado, será que este é um bom momento para colocar as ideias em prática?

Para trazer uma resposta, conversamos com Michel Bekhor, fundador da Press Works, uma das finalistas na categoria de Assessoria de Imprensa: "O mercado de startups não está imune, mas está estável. Isso porque não existem barreiras para a inovação. Ela sempre cria um mercado novo ou reinventa um que já existe. Então, para quem realmente é inovador, sempre vai existir um mercado. Uma boa ideia, sempre vai ter alguém querendo comprar e investir".

Caso você coloque a mão na massa, a participação no Spark Awards do ano que vem pode ser algo interessante ao seu negócio. A importância do prêmio, segundo Bekhor, é a visibilidade que ele entrega. "Toda startup é nova e ela precisa de mercado. Ela está buscando se tornar conhecida, e o prêmio é uma das formas possíveis de ganhar essa visibilidade aliada com credibilidade. É o reconhecimento de um bom trabalho feito", disse o empreendedor.

Prêmio

Abaixo, você pode conferir os vencedores do Spark Awards 2015:

  • Assessoria de imprensa: Dialetto Comunicação
  • Assessoria Jurídica: Velloza e Girotto Advogados Associados
  • Melhor Coworking: Cubo
  • Melhor reportagem: “O futuro é agora!”, (PEGN)
  • Melhor universidade: Estácio
  • Melhor comunidade de startups: San Pedro Valley
  • Melhor mentor: Ana Fontes
  • Aceleradora: Espaço Nave
  • Investidor Anjo: João Kepler
  • Fundo de investimentos: Redpoint eventures
  • Equipe Fundadora: Chefsclub
  • Startup do ano: Sympla

Troféu Spark Awards 2015

Você pretende abrir a sua startup? Comente no Fórum do TecMundo