Abrir um negócio no Brasil não é uma tarefa fácil para quem não tem umas das situações financeiras mais favoráveis. Como se não bastasse toda a burocracia e os impostos governamentais, os empréstimos para pequenas empresas oferecidos pelos bancos têm taxas de juros incompatíveis, com custos altos e um longo prazo de avaliação. Agora, uma nova plataforma chega ao país e busca resolver parte desse problema por meio da tecnologia.

Chamada Peer-To-Peer (P2P) Lending, a novidade utiliza técnicas de análise para unir investidores e receptores de acordo com as necessidades e os desejos especificados por cada um deles. A ideia, que já foi definida como uma espécie de “Uber do crédito”, foi criada como uma forma de tornar a distribuição de empréstimos mais justa e eficaz.

A primeira empresa a trazer essa plataforma para o Brasil é a Biva, que faz uso da tecnologia e da internet para conectar as pessoas que desejam investir a outras que buscam formas para que seus negócios possam crescer de maneira saudável. Por meio do sistema da companhia, os empreendedores pagam taxas mensais entre 1,5% e 4% pelo dinheiro recebido, e os financiadores têm promessa de retorno de até 25% ao ano.

Em operação há apenas 10 meses, a Biva conta com investidores em 16 estados diferentes e empreendedores em 15. A empresa já possui mais de R$ 2,5 milhões transacionados e recebeu aportes do fundo de investimento Vox Capital e da Kaszek Ventures, companhia dos fundadores do Mercado Livre. Para saber mais sobre o serviço, clique aqui para acessar o site oficial da Biva.

O que você achou da proposta do "Uber dos empréstimos", a Biva? Comente no Fórum do TecMundo