A Google é bastante conhecida no meio de tecnologia por fazer diversas aquisições de pequenas empresas com o objetivo de trazer para seus cuidados produtos e serviços específicos ou se apossar de patentes interessantes e que possam ser reaproveitadas dentro do acervo de projetos da casa. A mais recente dessas compras foi anunciada pela Gigante das Buscas nesta quarta-feira (8) e coloca a Kaggle embaixo das asas da companhia.

Fei-Fei Li, cientista-chefe da Google nos setores de Cloud AI e Machine Learning, foi o responsável por divulgar a novidade durante Cloud Next, uma conferência realizada pela própria marca em São Francisco, nos EUA. Se você não conhece a Kaggle, saiba que faz todo o sentido do mundo a sua aquisição pela dona do Android, já que o nome diz respeito a uma das maiores comunidades de cientistas de dados do mundo.

Nessa plataforma, os profissionais da área promovem e participam de competições, analisam pacotes de dados de terceiros e debatem o ramo como um todo. Para Li, essa proximidade com a comunidade é uma forma de reduzir as barreiras de entrada para o mundo da inteligência artificial. Desse modo, fica mais fácil que cientistas, desenvolvedores, usuários e corporações possam adaptar o sistema às suas próprias necessidades.

800 mil especialistas prontos para degustar, entender e discutir cada mudança

Parece uma previsão ousada, mas que casa bem com uma plataforma que entende profundamente do assunto e conta com mais de 800 mil especialistas prontos para degustar, entender e discutir cada mudança promovida pelas novas tecnologias. Segundo um comunicado da Google sobre o assunto, a Kaggle vai continuar agindo de forma independente, mas podendo usufruir melhor de todo o ecossistema e dos recursos oferecidos pela Gigante das Buscas.