São poucas as empresas com motivos para sorrir quando se trata da venda de tablets. De acordo com a empresa de consultoria IDC, o mercado desses dispositivos apresentou uma queda de 8,5% no primeiro trimestre de 2017 em relação ao ano passado — 36,2 milhões de unidades enviadas para comercialização contra 39,6 milhões.

A Apple continua líder no segmento, com o iPad Pro dando o gás necessário para que a marca se mantenha no topo. O problema é que isso não é exatamente uma boa notícia: os envios caíram de 2016 para cá em 13% e, somados, já são 13 trimestres de queda nas vendas do tablet.

Confira o ranking completo com envios em ambos os períodos e a porcentagem comparativa de crescimento:

A segunda colocada é a Samsung, que também teve uma queda de 1,1%. Porém, como ela foi menor que a registrada pela rival, a diferença entre as duas caiu. A Apple agora tem 24,6% do mercado de tablets, contra 16,5% da sul-coreana.

Em seguida, vem a Huawei. Ela ocupa 7,4% do mercado atual e é a única marca a registrar crescimento do começo de 2016 para cá — e foi um ótimo número, com acréscimo de 31,7% nos envios. Amazon (6%), Lenovo (5,7%) e outras fabricantes (39,8% somados) completam o ranking.