A NVIDIA apresentou hoje, durante a GPU Technology Conference, como pretende ganhar um espaço ainda mais importante na indústria automotiva: através de uma parceria com a Toyota, que vai utilizar a plataforma NVIDIA Drive PX da fabricante de GPUs para acelerar o processo de criação de veículos autônomos.

O anúncio foi feito pelo CEO da companhia, Jensen Huang, que não deu detalhes sobre um possível modelo específico ou uma data de lançamento, mas explicou que os engenheiros da NVIDIA já estão trabalhando com a montadora japonesa na criação de um modelo que deve chegar ao mercado nos próximos anos.

O prazo indicado não é necessariamente um divisor de águas, haja vista que outras montadoras e empresas de tecnologia já estão com um prazo parecido e com projetos caminhando em ritmo acelerado.

Por outro lado, a expectativa é que o carro já possa desfrutar de tudo que a NVIDIA tem para oferecer em termos de direção autônoma – o que inclui um modo chamado “Autopilot”, que pode assumir o volante em trajetos frequentes e também conta com funções de segurança que ajudam com que o motorista não seja colocado em situações de risco, como passar em um sinal vermelho, por exemplo.

Huang disse ainda que “essa será a arquitetura para os modelos futuros da marca”, explicando que os veículos da Toyota deverão utilizar o mesmo supercomputador que foi mostrado originalmente na CES 2017, o Xavier.

Ele conta com uma GPU Volta de 512-núcleos e que não só consegue se basear pela identificação visual dos elementos na rua como também tem um sistema robusto de inteligência artificial que é capaz de aprender a dirigir ao ver um humano dirigindo.

É de se esperar, no entanto, que a versão final do kit que será utilizado nos carros de produção da Toyota seja ainda melhor. Vale lembrar também que a montadora nipônica já havia firmado parceria com a Microsoft com o intuito de deixar seus carros mais conectados.