Na mesma apresentação em que revelou ao mundo sua nova GPU Tesla V100, feita com a arquitetura Volta, a NVIDIA revelou uma plataforma na nuvem capaz de facilitar o acesso dos desenvolvedores de inteligências artificiais às melhores ferramentas e materiais para o trabalho. Aproveitando o espaço no palco principal da GTC 2017, o CEO da companhia, Jensen Huang, anunciou a NVIDIA GPU Cloud (NGC) como uma forma de empoderar os criadores de IAs para que possam “construir um mundo mais inteligente”.

A GPU Cloud é a resposta da NVIDIA para a dificuldade dos desenvolvedores em contar com o hardware mais atual

A utilização de uma tecnologia como o deep learning vem acompanhada por dois problemas grandes. O primeiro é a necessidade de unir em apenas um pacote vários componentes necessários de software, incluindo frameworks, bibliotecas, sistemas operacionais e drivers de que as máquinas precisam para poder aprender. Já o segundo, por sua vez, é ter acesso aos recursos mais atuais de computação em GPU para poder treinar novas redes neurais.

A solução da NVIDIA para a questão número um foi apresentada no começo do ano, na forma de um pacote que combina os elementos-chave de software em um container pensado para o supercomputador DGX-1 da empresa. Agora, a companhia traz esse conjunto, com o nome de NGC Software Pack, como parte da sua GPU Cloud para encarar o desafio do hardware, permitindo que desenvolvedores de IA o rodem em uma variedade maior de sistemas.

A novidade foi anunciada pelo CEO da NVIDIA, Jensen Huang, no palco da GTC 2017

Criando sua IA onde quiser

Com a novidade, será possível executar o NGC Software Stack diretamente de um PC equipado com uma placa Titan X ou GeForce GTX 1080 Ti. Além disso, também é possível usar a GPU Cloud para rodar o pacote em uma máquina DGX ou até mesmo direto da nuvem. Dessa forma, a NVIDIA pretende acelerar e simplificar o desenvolvimento de deep learning, facilitando o treinamento, teste e implantação de novas inteligências artificiais.

Com a NGC, é possível executar as ferramentas da NVIDIA em um PC com uma Titan X ou GeForce GTX 1080 Ti, em um sistema DGX ou direto da nuvem

Por enquanto, a companhia não revelou quanto vai cobrar pela utilização da NGC, mas como a novidade está prevista para entrar em Beta público já no terceiro trimestre de 2017, não deve levar muito tempo até termos mais detalhes. O início do segundo semestre do ano também é a data de lançamento dos dois supercomputadores de IA anunciados pela NVIDIA na GTC 2017, o monstruoso DGX-1V e o prático DGX Station - sobre os quais você pode saber mais clicando respectivamente aqui ou aqui.