Seja qual for o setor, soluções que conseguirem tirar bom proveito da tecnologia de deep learning têm chances maiores de sair na frente no mercado. No entanto, nem toda startup de tecnologia tem o dinheiro necessário para construir um servidor para desenvolver e testar novas inteligências artificiais antes de estar pronta para aplicá-las em grande escala. E é justamente para quem se enquadra nesse caso que a nova DGX Station anunciada pela NVIDIA na GTC 2017 pode parecer uma boa ideia.

Apresentado como “o primeiro supercomputador pessoal para desenvolvimento de IA, a DGX Station é uma workstation que promete fornecer a mesma capacidade de processamento que 400 CPUs ao mesmo tempo que consome 40 vezes menos energia - e tudo isso espremido em um formato que cabe em uma mesa comum de escritório. O poder de fogo é garantido pelas quatro GPUs Tesla V100 que a máquina traz em seu interior.

A DGX Station foi revelada durante o keynote da NVIDIA na GTC 2017

Com um sistema de resfriamento a água, a novidade não necessita de instalações especiais para se manter com a temperatura ideal e consegue executar suas tarefas sem fazer barulho. A DGX Station foi pensada originalmente para atender a necessidades internas da NVIDIA, mas o interesse entre os funcionários foi tanto que a empresa resolveu abrir o produto para o mercado.

Por dentro, os núcleos Tensor garantem um depempenho de 480 TFLOPs, beneficiados pelos 16 GB  das quatro placas Tesla V100 e pelo sistema de comunicação NVLink que a workstation carrega. A novidade também pode ser utilizada junto da NVIDIA GPU Cloud, dando ainda mais flexibilidade ao trabalho dos desenvolvedores.

Investimento para quem pode

Companhias interessadas pela novidade já podem fazer pedidos por US$ 69 mil – cerca de R$ 215.594, em conversão direta. O valor pode parecer proibitivo para empresas brasileiras, mas ainda é consideravelmente menor que o cobrado pelo supercomputador DGX-1V revelado pela NVIDIA na GTC. Saiba mais sobre ele e sobre a nova GPU Tesla V100, com a arquitetura Volta, clicando respectivamente aqui ou aqui.