Provando novamente que está investindo generosamente na área da inteligência artificial, a Apple adquiriu na semana passada a Lattice Data. As tecnologias da empresa tem como foco catalogar e organizar a chamada “Dark Data”, que se relaciona a dados contidos dentro de imagens e textos (e que constituem de 70% a 80% de todos os dados atuais).

Segundo o site TechCrunch, a empresa da maçã investiu US$ 200 milhões no negócio e pretende incorporar somente 20 dos engenheiros envolvidos no projeto a seu quadro de funcionários. Até o momento ainda não está claro o objetivo da aquisição, mas tudo indica que as soluções vão ser usadas para tornar a Siri ainda mais inteligente e versátil.

As tecnologias da Lattice podem ajudar a tornar inteligíveis os dados presentes em imagens e textos, que poderiam ser usados como referência para as ações da Siri. Com isso, a assistente da Apple poderia exibir uma capacidade maior de lidar com informações consideradas obscuras ou que não estão necessariamente disponíveis em um banco de dados organizado.

A aquisição é especialmente interessante diante dos boatos de que a Companhia de Cupertino vai anunciar um novo sistema de controle caseiro durante a WWDC 2017. Ao oferecer soluções mais completas do que seus concorrentes, a organização teria em mãos uma arma importante para ocupar o espaço de soluções como o Amazon Echo e a Google Home.