A Uber já demitiu mais de 20 funcionários envolvidos em casos de assédio sexual e discriminação, de acordo com a Bloomberg e o Engadget. Segundo o relato, mais demissões ainda estão por vir, já que a empresa de advocacia Perkins Coie está analisando 215 casos únicos de assédio dentro da Uber — e todos os funcionários demitidos estavam dentro deste grupo de 215 pessoas.

Além do assédio, os processos envolvendo a Uber incluem discriminação e retaliação. Ainda não há maiores detalhes sobre quais funcionários foram demitidos e quais posições serão agora abertas na empresa. Contudo, é esperado que a Uber forneça uma declaração em breve.

A Uber está tomando alguns passos para mudar problemas profundos na gestão e cultura

De acordo com um funcionário "não identificado", a Uber está tomando alguns passos para mudar "problemas de cultura" e "problemas profundos na gestão" que ocorrem há muito tempo na empresa.

Vale lembrar que, em fevereiro, um relato da ex-engenheira Susan Fowler indicava que ela havia sofrido assédio sexual enquanto trabalhava na Uber, e o departamento de recursos humanos simplesmente ignorou todos os alertas da funcionária.

Recentemente, o Instituto Anita Borg (ABI), criado para ajudar a aumentar a participação de mulheres na tecnologia, anunciou o fim de sua parceria com o Uber após menos de dois anos. Em uma carta enviada à empresa de tecnologia, a entidade afirmou estar preocupada com “as alegações contínuas que a Uber enfrenta a respeito do tratamento dado às mulheres que trabalham na empresa.”

A ABI está preocupada com as alegações contínuas que a Uber enfrenta a respeito do tratamento dado às mulheres 

Em resposta, o Uber afirmou que trabalha duro para mudar sua cultura. “Sabemos que temos muito trabalho pela frente e que, apesar de estarmos surpresos com a decisão, estamos comprometidos a manter contato com o ABI”, escreveu Komal Mangtani, líder de engenharia no Uber, em um comunicado.

O TecMundo preparou uma reportagem que aborda todas as questões enfrentadas pela Uber no Brasil e no mundo. Você pode conferir mais clicando no link a seguir: "Após sucesso inicial, Uber tem um caminho bem complicado pela frente".