No ano passado, a Huawei deixou bem claro que possui pretensões de ultrapassar Apple e Samsung para se tornar a maior fabricante de smartphones do mundo em alguns anos. Mas aparentemente, ela anda com algumas dificuldades dentro de casa. Pois é... De acordo com números do primeiro trimestre, a Huawei vê sua "folga de líder" diminuindo em relação às rivais. 

É bom deixar claro que a empresa ainda é líder na China, dominando o top 3 (completado por Oppo e Vivo, como mostra o relatório da Canalys). Apesar disso, existe uma certa preocupação por parte dos executivos da Huawei. Isso acontece por um motivo bem simples: a Huawei vê a distância da sua grande rival Xiaomi ser cada vez menor — lembrando que a Xiaomi já foi considerada a startup mais valiosa da China.

Em números absolutos de envios (aparelhos que saem das fábricas e vão para o mercado, não necessariamente vendidos), a Huawei chega à marca de 23 milhões de aparelhos — tendo ainda o suporte de suas companhias-irmãs Oppo (com 21 milhões) e Vivo (com 16 milhões).

Na quarta colocação, a Xiaomi aparece com pouco menos de 15 milhões de unidades. E apesar de o número parecer baixo, é preciso considerar que a empresa é mais recente e que vem crescendo bastante — tendo ultrapassado a Apple neste último trimestre no mercado chinês. Mais do que isso, este número representa um crescimento de 60% em comparação ao Q1. No geral, todo o mercado de smartphones do país caiu 3% em relação ao mesmo período no ano anterior.