A política contra imigrantes do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, começa a surtir efeito. Segundo um levantamento do Hired, um portal sobre empregos, empresas de tecnologia estão contratando menos estrangeiros desde o começo do mandato do novo governo.

No primeiro trimestre de 2017, os Estados Unidos registraram uma queda de 46% no número de entrevistas para visto profissional em comparação com o mesmo período em 2016.

Embora as principais companhias do Vale do Silício tenham se posicionado contra a política promovida por Trump, houve também uma diminuição no número de contratações de estrangeiros. De acordo com o estudo, foram 40% menos entrevistas de trabalhadores para o setor quando se compara com o ano passado.

A brusca queda se deve principalmente às incertezas e aos temores gerados pelo governo de Donald Trump. “Como com a Brexit, sempre que há uma grande mudança no governo, as pessoas ficam relutantes em contratar profissionais que não poderão manter”, explicou o CEO da Hired, Mehul Patel, em entrevista ao portal Recode.

O sinal mais claro de que as políticas de Trump são a causa dessa diminuição aparece em outro dado. Mesmo com toda a dificuldade imposta pelo governo, o interesse de estrangeiros em trabalhar no segmento de tecnologia no país não diminuiu. Pelo contrário.

Os Estados Unidos vivem uma grave crise de emprego no segmento. Segundo especialistas, o país se vê forçado a contratar profissionais de outros países por não conseguir qualificar seus próprios profissionais para os desafios impostos pelas gigantes do Vale do Silício.

Mesmo pressionado, o presidente Trump mantém sua posição contra estrangeiros. Recentemente, ele pediu a revisão do programa H-1B, utilizado pelas empresas para contratar profissionais de outros locais. Para nós esse é um caminho sem volta. Concorda?