Nesta semana, Mark Zuckerberg surpreendeu todo mundo novamente e anunciou que o feed do Facebook vai focar mais nos seus amigos e parentes do que em novidades de marcas, negócios e notícias. A notícia não caiu muito bem para os investidores, e as ações da rede social tiveram uma queda de 5% nesta sexta  valendo US$ 178 cada.

A explicação é a seguinte: várias companhias contam com a audiência do Facebook para promover seus conteúdos e produtos. Um corte no alcance poderia reduzir ainda mais o retorno dessas marcas. A mudança pode nem ser tão drástica assim, mas já tem gente prevendo um apocalipse para os negócios.

Curiosamente, Zuck já antecipava essas mudanças há algum tempo, sem que o mercado tenha dado lá muita atenção. O cofundador e CEO do Facebook até assume que as novidades podem derrubar o tempo gasto e o engajamento na plataforma. Mas, ele não parece muito preocupado com o assunto. Eu também não estaria se fosse a quarta maior fortuna do mundo...

Curtiu o texto? Saiba que isso é só um gostinho do que é publicado diariamente na newsletter do The BRIEF, que traz as principais notícias do mercado de tecnologia pra você, todas as manhãs. É serious, é business, mas com um jeitão bem descontraído (#mozão). Para assinar, é só clicar ali -> aqui