No trânsito, no ônibus, no meio do vídeo que você está vendo, o elevador. A publicidade persegue seus consumidores onde quer que eles estejam e possam ser potencialmente impactados. Há anos, investidores de todo o mundo perceberam o potencial de espaços como esses, onde o público obrigatoriamente precisa ficar parado e, se há algo para ver, será impactado.

Na China, depois do AliBaba - maior companhia de e-commerce do país - ter feito uma parceria com a Focus Media que promete impactar 200 milhões de consumidores em mais de 300 cidades, agora é a vez da Baidu fechar um contrato milionário com a Xinchao, concorrente da Focus Media. O buscador chinês, dono de cerca de 80% do mercado de pesquisas online, investiu 300 milhões na companhia de mídia de elevadores, que comanda 700 mil elevadores em mais de 100 cidades do país.

O contrato firmado recentemente visa uma troca em que a Baidu investe em aprimorar os sistemas da Xinchao com o uso de big data e tecnologia de Inteligência Artificial, enquanto as mídias nos espaços comandados pela Xinchao divulgam e usam informações do buscador. A parceria já vem dando um super boost na receita da Baidu, que deve expandir o alcance das mídias em breve, chegando também a audiências em cinemas, prédios de escritórios, smarTVs e até mesmo a TV do supermercado.

Estas grandes companhias chinesas querem se antecipar e inovar na forma como espaços de permanência são aproveitados, redesenhando o próprio negócio da publicidade. Embora não sejam concorrentes diretas, Baidu e AliBaba competem entre as maiores companhias chinesas, o que faz com que disputem espaços de marketing e propaganda. Enquanto a AliBaba controla impressionantes 33% do mercado de anúncios chinês, a Baidu fica com uma fatia de 24%, que não deixa de ser generosa, mas que não é suficiente para a gigante oriental das buscas

Baidu investe 300 milhões em empresa de mídia para elevadores via TecMundo