A Anatel aprovou o PERT (Plano Estrutural de Redes de Telecomunicações) na manhã desta quinta-feira (13). O PERT é um plano desenvolvido pela Agência Nacional de Telecomunicações que visa levar internet de alta velocidade e boa conectividade para locais no Brasil com internet lenta e infraestrutura defasada.

Segundo o TeleSíntese, o PERT fez um levantamento das localidades e tipos de redes de telecomunicações que não têm infraestruturas de telecomunicações necessárias para atender a demanda por acesso à internet rápida da população brasileira. “A 5G exigirá ampla margem de redes de fibra. O país que não tiver infraestrutura de banda larga perderá a competitividade no mercado internacional e não irá atrair novos investimentos”, disse o relator da proposta aprovada, conselheiro Aníbal Diniz.

O PERT, contudo, apenas elenca as alternativas regulatórias e legais que poderiam ser usadas para viabilizar os recursos necessários para a construção dessa infraestrutura. Isso significa que ele não conta com qualquer fonte de dinheiro segura.

Os projetos que serão trabalhados, segundo o documento aprovado:

  • Construir rede de fibra óptica de transporte onde for viável economicamente e tecnicamente em todos os municípios brasileiros que ainda não são ligados por essa infraestrutura. Onde não for viável, fazer a conexão com satélites ou rádios de alta capacidade. Existem hoje no país 2.028 cidades sem o atendimento de redes de transporte com fibra óptica
  • Expandir a cobertura de celular em 3G e 4G
  • Levar a tecnologia 3G ou superior nos distritos não-sede. Existem hoje 3,8 milhões de brasileiros que moram em localidades sem acesso à internet pelo celular
  • Levar a tecnologia 4G para todas as sedes municipais. Atualmente, só há 4G nos municípios com mais de 30 mil habitantes. Existem 1.405 cidades que não têm acesso à 4G, o que soma 11 milhões de habitantes.
  • Levar cobertura móvel em estrada e áreas rurais com tecnologia 3G ou superior
  • Instalação de rede cabeada de alta capacidade nos municípios atendidos por rede de transporte avançada, mas que o usuário só tem acesso a velocidade média de 5Mbps.
  • Existem 2.513 cidades cuja velocidade média da internet é de apenas 5Mbps. Segundo a Anatel, a velocidade média do Brasil é hoje de 20 Mbps.
  • Implantação de rede de comunicação para serviços públicos como educação, saúde, segurança, defesa, RNP e Amazônia

Anatel vai levar internet 3G e 4G para 15 milhões de brasileiros via TecMundo