Cinco em dez brasileiros confiam mais em instituições financeiras, como bancos e seguradoras, para compartilhar os dados pessoais, diz pesquisa da Serasa Experian. O relatório mostra que as instituições financeiras passam mais confiança quando comparadas com provedores de meios de pagamento e os provedores de tecnologia.

Em números, 46% dos brasileiros preferem compartilhar dados com bancos. Em segundo, estão os provedores de meios de pagamento com 25% e, em terceiro, os provedores de tecnologia com 10%.

O investimento em inovação, redução de riscos a fraudes e o uso transparente e inteligente de informações são referenciais valiosos

“O investimento em inovação, redução de riscos a fraudes e o uso transparente e inteligente de informações são referenciais valiosos para alavancar o poder dos dados, o que gera confiança e entrega de experiências cada vez mais relevantes”, diz o diretor de prevenção à fraude da Serasa Experian, Eduardo Castro.

A confiança, diz o Serasa, toca na maneira que o consumidor enxerga a coleta, uso e armazenamento de seus dados pessoais por parte das empresas. Especificamente sobre isso, o brasileiro também prefere instituições financeiras: 32% “confiam totalmente” nos bancos.

“Isso mostra que o investimento robusto em TI e em features visíveis de segurança destinados pelo setor financeiro nos últimos anos, a fim de ampliar a proteção de operações e informações pessoais contra fraudes, tiveram reflexo direto e positivo na visão dos consumidores.” afirma Eduardo.

Veja abaixo a comparação:

serasaPesquisa

Brasileiros confiam mais em bancos para armazenar dados pessoais via TecMundo