Os executivos da holding IAC (InterActiveCorp) passaram mais de um ano em busca por um CEO para o Vimeo, plataforma de vídeo que adquiriram em 2006. Durante esse período, a plataforma manteve seu exército dividido em duas batalhas. A primeira é na posição de trincheira, como concorrente do YouTube e sua estratégia de monetização. Já a segunda briga é mais recente: o investimento em conteúdo original, numa corrida contra os bilhões de Netflix, Amazon e outros.

A escolhida para liderar a companhia foi por Anjali Sud, que já atuava, até então, como VP de marketing do Vimeo. O conhecimento prévio do campo de batalha foi importante para que a executiva chegasse ao cargo pronta para tomar decisões nada populares. Cancelou o lançamento de um serviço de assinatura de conteúdo, cortou departamentos e times inteiros e bateu o martelo na maior compra da história da empresa, ao adicionar o Livestream a seu portfólio.

O Vimeo de Anjali Sud mira seus canhões no desenvolvimento de ferramentas para a comunidade de criadores de vídeos, sejam profissionais ou aspirantes. Essa aposta fez o time olhar para seu modelo de negócios de outra perspectiva - como só um insider poderia ter. Há muito mais a ganhar como uma empresa de software as a service, como Dropbox, por exemplo, do que insistir numa briga perdida.

“Como líder, você vai encontrar situações em que você é a única pessoa do mundo que detém toda a informação ou os contatos”

Em entrevista à Business Insider, a CEO explicou que um dos maiores desafios foi manter a confiança da equipe, nesse período de mudanças. Acontece que não dá para uma empresa inteira estar a par dos planos. “Como líder, você vai encontrar situações em que você é a única pessoa do mundo que detém toda a informação ou os contatos”, comenta. E talvez seja essa a maior lição que a CEO da plataforma de vídeos pode deixar: “Para mim, liderança é tomar a decisão difícil ou a decisão certa, mesmo quando não é a decisão popular”.