Na vida, corporativa ou não, existem dias de luta e dias de glória. E, se você ocupa uma posição de liderança, precisa estar preparado para os momentos de estourar as champas, mas também para as situações em que precisa dar as caras e se posicionar aos funcionários durante turbulências. Um caso recente que ilustra bem essa conduta foi o comportamento de Dara Khosrowshahi, CEO da Uber.

A abertura da capital da companhia, aguardada há mais de 1 ano e com expectativas de ser um verdadeiro blockbuster tem decepcionado. Meaning: registrou o maior prejuízo financeiro de uma estreia na Bolsa dos EUA, com investidores perdendo mais de USD 600 milhões por conta da desvalorização que os papéis sofreram no seu primeiro dia de mercado. Como um dos principais motivos para essa senhora queda é a dúvida sobre a capacidade da companhia de se tornar rentável, não tinha como essas bad vibes não chegarem aos escritórios da marca. E, antes que o elefante se tornasse grande demais para a sala, DK enviou um email para todos os funcionários explicando a situação.

Na mensagem, Khosrowshahi reconhece o óbvio, dizendo que as ações estão bem desvalorizadas e que a situação não vai mudar nos próximos dias ou semanas. Mas pede aos funcionários paciência, pois acredita que o caminho da Uber na Bolsa será o mesmo percorrido por Facebook e Amazon (que começaram meio capengando, mas agora estão com os papéis bastante valorizados) e que a melhor atitude que os colaboradores podem tomar para reverter a maré negativa é continuar fazendo o seu trabalho — pois a mudança de percepção depende bastante de manter essa turma empenhada.

A relação da empresa com o mercado financeiro não vai mudar tão cedo. Mas, ao se antecipar ao problema e manter a transparência sobre a situação, DK tanto ajuda a evitar o lado ruim da rádio-peão quanto garante que o problema pode ser contornado. Apesar de ser a postura ideal, todo mundo conhece (se é que não viveu pessoalmente) casos de empresas que preferiam se omitir sobre um tema tabu. É por isso que esse exemplo, vindo de uma marca que está em evidência, é importante: para mostrar que abordar assuntos difíceis é a melhor forma de ~conduzir~ esse tipo de situação.