850

A quantidade de funcionários da Huawei espalhados por laboratórios de pesquisa e desenvolvimento da marca nos EUA. Acontece que, se os rumores estiverem certos, boa parte dessa galera terá que procurar novos crachás para chamar de seus. Ainda não se sabe a quantidade exata de trabalhadores que terão que começar a mandar currículos, mas o Wall Street Journal (paywall) estima que centenas perderão seus jobs, e alguns colaboradores até já receberam um aviso prévio. A reestruturação só é mais uma consequência da Guerra Comercial que colocou um alvo na fabricante chinesa. Desde maio, os mais de 1,5 mil trabalhadores da companhia na Terra do Tio Sam tiveram sua rotina alterada e até estão proibidos de falar sobre certos assuntos. A tendência é que o clima tenso acabe nas próximas semanas, mas não existem indícios de que a empresa voltaria atrás nas demissões.

50 libras 

O valor da nota que homenageará Alan Turing, considerado o pai da computação e inteligência artificial. O Banco Central da Inglaterra (BoE) começará a emitir a cédula de polímero em 2021, que também trará a inspiradora frase: “Isso é apenas um aperitivo do que está por vir e apenas a sombra do que se tornará”. O rosto de Turing foi escolhido após uma votação com 227 mil participantes e quase mil sugestões vindas de cientistas. Outros nomes que também concorreram para ser a cara do novo dinheiro britânico foram o famoso Stephen Hawking e Ernest Rutherford, um dos principais pesquisadores de física nuclear. Além de ser uma das pessoas responsáveis por revolucionar a tecnologia, o matemático que estampará os 50 Pounds é conhecido por ter decifrado um código usado pelo Eixo durante a 2ª Guerra Mundial. Apesar de sua genialidade, Turing foi preso e passou por um processo de castração química em 1952 por ser homossexual. A rainha da Inglaterra concedeu um perdão póstumo (?) para o cientista em 2013. No fim das contas, podemos considerar a homenagem mais um passo na reparação histórica do cara que começou a dar vida aos PCs.

USD 4,17 bilhões

O valor estimado do Apple Park, o novo quartel-general da firma de Tim Cook, localizado em Cupertino. Quantia que coloca o prédio em forma de rosquinha entre as construções mais caras do mundo, superando obras colossais como o prédio mais alto do planeta, o Burj Khalifa, que custou USD 1,5 bilhão. Mas não são só o concreto e o arame que estão nesse cálculo. O montante em questão representa o preço de mercado do prédio, incluindo toda a estrutura, computadores e outros bens presentes nas instalações. Caso a Apple declare falência um dia e coloque sua nova casa no mercado imobiliário, a estimativa é que o espaço físico saia por “apenas” USD 3,6 bilhões, segundo uma avaliação feita por analistas de Santa Clara. David Ginsborg, um dos caras que teve a difícil missão de dizer quanto custa o QG da Maçã, revelou que a empreitada não foi nada fácil, já que a construção ocupa uma mísera área de 260 mil metros quadrados. A estimativa também serve para calcular a porcentagem que a fabricante terá que pagar de imposto para o estado da Califórnia. Apesar de a taxa ser de apenas 1%, a companhia terá de desembolsar anualmente USD 40 milhões. Como o valor não faz cócegas no faturamento anual da marca, já tem muita gente pedindo que a contribuição seja maior. Mas a Apple deu uns pulos para contornar isso: a empresa anunciou um fundo de USD 5,85 milhões para ajudar em habitação e mais USD 75 milhões para obras de trânsito, visando melhorar a mobilidade urbana da região do Park. 

BTW: Enquanto os gastos da Maçã estão nas alturas, o total de noção no uso da imagem de seu maior ícone não é muito grande. O músico Mason Bates trará uma ópera inspirada na vida de Steve Jobs para os palcos em 2020, e a parada é tão peculiar quanto parece. Apesar do rolê aleatório, o cara é a pessoa certa para fazer isso, pois já tem um Grammy em sua estante e está produzindo o número há mais de 2 anos, desde que a primeira versão da peça estreou, em 2017.

USD 60 mil

O valor pago por um comprador desafortunado na carta de Pokémon “Trainer No. 3”, durante uma oferta feita no eBay em agosto de 2018. Por que desafortunado? Acontece que o colecionável se perdeu durante o trajeto e nunca mais foi encontrado. E não foi por falta de precaução: o vendedor, conhecido como “pokemonplace”, enviou o produto usando o Serviço Postal dos Estados Unidos e escolheu a modalidade mais alta de seguro disponível, de USD 50 mil, para garantir a segurança do pacote até a chegada na transportadora internacional Aramex. A companhia assinou um recibo dizendo que pegou o item em um lote com outros produtos, mas o Treinador Número 3 nunca chegou em seu novo lar. A parte mais triste é que o comprador, chamado “smpratte”, não pode nem receber a grana do seguro, pois o valor só cobria o transporte até a firma de entregas. Enquanto o mistério de quase 1 ano não é resolvido, o jogador de Pokémon só pode reclamar no YouTube sobre seu azar enquanto aguarda respostas. Detetive Pikachu, temos um trabalho para você.

83

O número de estabelecimentos analisados pelo Proteste para identificar quais são os pratos feitos (ou PFs) mais baratos e mais caros da cidade de São Paulo. Segundo o levantamento, a refeição mais barata encontrada foi na Zona Sul, trazendo arroz, feijão e uma opção de proteína e salada por módicos R$ 9,99 — sem ironia, dessa vez. Apesar de o primeiro colocado estar na ZS, a região como um todo ficou longe de ser a área mais barata para se comer, se formos comparar a média de preços dos restaurantes pesquisados. Nesse quesito, o Prêmio Talher de Ouro (inventado agora por esta redação, all rights reserved) fica com a minha, sua e nossa Zona Leste, cujo preção padrão do pratão ficou em R$ 12,91. A Zona Norte vem em seguida (R$ 13,88), seguida de perto pela Zona Oeste (R$ 13,99), depois a Sul (R$ 14,88), terminando com o Centro (R$ 15,42). Um detalhe importante é que a variação de dinheiros de um lugar para o outro na mesma região chega a ser de 165%. Ou seja: fazer uma pesquisa de preços pode ser muito saudável para o bolso de quem vive na cidade mais populosa do Brasil. Segundo estima o Proteste, deixar de comer no lugar mais caro pesquisado, que vende o PF por R$ 26,50, para rangar diariamente num restaurante de R$ 10 pode gerar uma economia mensal de R$ 346,50. Ou R$ 3.811,50, se reunir o valor total do que foi poupado no ano. Não sei vocês, mas nós achamos que dá para comprar muita sobremesa com essa grana. Prioridades, sabe como é.