Estudantes com mais de 16 anos que possuem um projeto acadêmico bacana e relacionado à computação na nuvem já podem se inscrever na 15ª Imagine Cup, competição global que transforma projetos acadêmicos em startups.

Para se inscrever, é preciso formar equipes de até três participantes, além de um mentor (não é obrigatório), que pode ser um professor ou orientador. As equipes devem desenvolver um projeto que tenha alguma relação com a nuvem, seja em infraestrutura, plataforma ou algum tipo de serviço. A inscrição deve ser feita pelo site da Imagine Cup até o dia 10 de abril.

Os trabalhos vão ser analisados por uma banca examinadora formada por executivos da Microsoft e convidados especialistas em empreendedorismo e startups, que definirão em um primeiro momento quem serão os 15 finalistas. Na grande final da etapa brasileira (que este ano será na cidade de Fortaleza) serão escolhidos os três melhores projetos, que poderão participar do programa BizSpark, voltado para o suporte de startups de tecnologia. O primeiro lugar ainda terá o projeto, que se transformará em uma startup, acelerado pela Microsoft.

Os dois primeiros colocados irão representar o Brasil na etapa global e ganham a viagem internacional com todos os custos pagos

Os dois primeiros colocados irão representar o Brasil na etapa global e ganham a viagem internacional com todos os custos pagos. No total, são 60 times do mundo inteiro concorrendo nessa etapa, sendo que a fase final da competição será realizada em Seattle no mês de julho.

E aí, consegue se imaginar participando de uma competição como essa?

Aos vencedores, grandes prêmios

A equipe vencedora global da Imagine Cup 2017 vai ganhar 100 mil dólares, valor que a ajudará a concretizar o projeto e capitalizá-lo, além de contar com a assessoria e a experiência de quem já participou e de quem está na fase de implantação de seus empreendimentos. O vencedor também ganha a mentoria exclusiva de Satya Nadella, CEO da Microsoft.