Em um tempo no qual startups ganham cada vez mais espaço no mundo dos negócios, até que demorou para que o Vaticano ganhasse uma incubadora voltada a esse universo. Fundada por Stephen Forte, da Fresco Capital, a iniciativa tem o objetivo de acelerar o desenvolvimento de companhias lucrativas que se estabelecem em torno de uma missão específica.

Segundo Forte detalhou em uma publicação no Medium, as inscrições para quem deseja participar do projeto estão abertas até o dia 5 de junho deste ano. Embora a novidade tecnicamente esteja dentro do Vaticano, ela também tem a cidade de Roma listada como seu endereço oficial.

Estou motivado a criar uma conversa global na comunidade de investimentos sobre o valor de companhias criadas com uma missão

“Estou motivado a criar uma conversa global na comunidade de investimentos sobre o valor de companhias criadas com uma missão. Como um cidadão global com crianças pequenas, estou motivado a responder ao desafio de Sua Santidade, o Papa Francisco”, afirmou Forte em sua publicação.

Foco no futuro do planeta

O programa vai escolher startups com iniciativas relacionadas a temas como comunidades urbanas, uso inteligente da água, “o potencial humano” e meios de diminuir os impactos negativos da migração e mudanças nas áreas da saúde e da mudança climática. Também haverá espaço para empresas que lidam com a conservação de ambientes e que tratam de finanças no campo ambiental.

A incubadora vai funcionar em Roma entre os dias 13 de julho e 9 de setembro, estando aberta a empresas que já passaram de sua fase inicial, mas ainda não chegaram à “Série A”. A oferta do programa é oferecer até US$ 100 mil para obter de 6% a 8% de equidade nas companhias — o processo deve ser finalizado como um Dia de Demonstração realizado em dezembro no Vaticano.